Agradecer

No último dia do ano nos resta agradecer.

Pelos momentos felizes, pela aprendizagem, pelos sonhos realizados.

Pelas amizades conquistadas, pelas outras eternamente responsáveis que se firmaram (como essa amizade enorme que criou o Giz!).

Não devemos reclamar dos sofrimentos, porque são aprendizagens na nossa vida.

Não devemos criticar como somos, devemos fazer novas escolhas… para o novo ano!

Desejar novos rumos, novas experiências, novos horizontes…

Desejar novas possibilidades e coragem para seguir com elas até o fim…

Desejar cada amanhecer de esperança de um mundo melhor…

Que cada um  realize todos os sonhos…

Que a palavra amor seja cultivada… não somente dita…

Que as pessoas se unam para o bem…

Desejar que haja PAZ!


Giz Colorido



Nossos sonhos invisíveis

 

Nós somos invisíveis!

A vida certas vezes passa na frente e não nos chama.

Não enxerga nossos desejos,

Não percebe nossos tormentos,

Nem mesmo sente nossa presença.

Guardamos  os sonhos para uma próxima oportunidade!

 

Não vê nosso coração aberto,

Nem as janelas abertas, nem as portas cansadas.

Não conhece a força da nossa esperança.

Não sabe que isso não vamos perder, a esperança

De um dia, a vida realizar

Nossos sonhos invisíveis!

 

Luiza

E Flutuar…

Ah se a vida fosse mais simples!

Como colocar fones de ouvido

No último volume

Ligar uma boa música

E Flutuar…

 

A multidão passa despercebida,

Não existe mais nada,

Só você e a música.

Seu coração bate no ritmo,

Sente a melodia

Revive a esperança

Renova sentimentos…

 

Torna tudo possível

Pelo menos

Por um instante.

 

 

Lu

Saciará

Se é a tua sede o motivo para tuas perguntas tantas,   encontrarás, também nela, o impulso para as tuas respostas.

Caminha.

Existe, certamente, a fonte, inúmeras vezes maior que tua sede, e te surpreenderá, saciará.